30 janeiro 2012

Você se ama?
IMAGENS: REPRODUÇÃO ©
Esse post vai ser um pouquinho diferente dos que costumo fazer por aqui, mas hoje senti a necessidade de fazê-lo e queria que vocês lessem com carinho.
Vocês já pararam para perceber que na maioria das vezes nós amamos mais aos outros do que nós mesmas? Porque a gente acha que dando o nosso amor, nós vamos receber de volta a atenção e o amor na mesma intensidade que se foi dado. Achamos também que dessa forma, as pessoas vão olhar para as nossas qualidades e nos admirar da mesma forma que o fazemos com ela. Isso, realmente, deveria acontecer, mas infelizmente não é bem o que acontece. Falta a reciprocidade.
Talvez esse erro tenha começado há tempos, quando ainda erámos pequenas e nossos pais não tinham o hábito de estimular nossa auto-confiança e nos fazer crescer cheios de amor próprio. Fomos criados (e acho que treinados!) para olhar para os outros, as conquistas dos outros, a beleza dos outros e até a perfeição "exibida" por eles, como se tudo nosso fosse um verdadeiro nada. Fazendo parecer até mesmo que os outros fossem mais talentosos do que nós.

PERFEIÇÃO. Acho que essa é a palavra mais errada e IMperfeita que existe na face da terra! Talvez tenhamos tanto trauma assim dela, porque fomos muito, mas muito cobrados em busca de algo que não existe, afinal de contas, ninguém é perfeito.
Assim, crescemos na base da insegurança, cheias de medo, de incertezas, de indecisões.

Mas nem tudo está perdido, e como diz o ditado... nunca é tarde para amar. Sim. Nós seríamos muito mais felizes se nos amássemos um pouco mais, ou MUITO mais.
Achei um texto americano super bacana sobre isso, e traduzi aqui para vocês. Posso dizer que hoje, o levo como "lema" de vida, da minha vida.

Ei, VOCÊ!
Sim, você mesma. Pare de ser tão infeliz com você mesma. Você é perfeita. Pare de ficar sempre querendo parecer como fulano ou desejando que as pessoas gostem de você tanto quanto gostam de ciclano. Pare de ficar querendo atenção daqueles que um dia te machucaram. Pare de odiar o seu corpo, seu rosto, sua personalidade, seus caprichos. Ao invés disso, ame eles. Sem essas coisas você não seria você. E por que você quer ser como outra pessoa? Seja confiante com quem você é. Sorria. Isso sim vai chamar a atenção das pessoas. Se alguém te odeia, é porque você é feliz consigo mesma. Coloque seu dedo do meio no ar e diga "dane-se". Minha felicidade não vai mais depender dos outros. Eu sou feliz porque eu amo quem eu sou. Eu amo minhas falhas. Eu amo minhas imperfeições. Elas me fazem eu ser eu. E esse "eu" é muito incrível.

Meninas, esperam que vocês tenham entendido o recado. E se amem! Vocês são lindas e especiais do jeitinho que vocês são.
Beijinhos


Nenhum comentário:

Postar um comentário